quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Stephanes considera boa hipótese reduzir mistura de álcool na gasolina

"Sem garantir que na próxima segunda-feira (11) o Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool (Cima) anunciará a redução do percentual de álcool na gasolina, que atualmente é de 25%, o ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, afirmou que esta é uma 'boa hipótese'.
'A lei define o percentual em 23%, mas o governo tem uma margem para atuar entre 20% e 25%. É possível que na segunda-feira alguma medida seja aprovada, mas é importante ressaltar que ela seria pontual', afirmou o ministro após apresentar o quarto levantamento da safra de grãos 2009/2010.

Stephanes disse à Agência Brasil que, caso o percentual de álcool misturado à gasolina caia dos atuais 25% para 20%, essa diferença deve representar cerca de 100 milhões de litros de etanol a mais disponíveis no mercado por mês. Esse volume equivale a aproximadamente 7% do consumo dos veículos flex no período.
A redução deve ser estabelecida apenas durante um período determinado, provavelmente por até três meses. Isso porque, segundo Stephanes, a partir de março, a quantidade de cana-de-açúcar colhida deve ser superior às previsões anteriores e suficiente tanto para a fabricação do álcool anidro, adicionado à gasolina, quanto para o álcool hidratado (etanol).

O ministro voltou a ressaltar que o problema de oferta de álcool é conjuntural e não estrutural, causado pelo excesso de chuvas no ano passado, que atrapalharam o trabalho das máquinas na colheita da cana e fizeram com que cerca de 60 milhões de toneladas do produto deixassem de ser colhidas. Como as usinas devem antecipar a colheita para março, um mês antes da época normal, em pouco mais de três meses a situação da oferta deve ser resolvida."

..:: Fonte: Stephanes considera boa hipótese reduzir mistura de álcool na gasolina

Postar um comentário