quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Usinas de álcool na mira da Rhodia

Por: Mônica Scaramuzzo - Valor On-line!

O objetivo do grupo francês é utilizar o álcool como matéria-prima para a produção de solventes.

O grupo francês Rhodia pretende comprar empresas do setor sucroalcooleiro para investir na produção de etanol. O objetivo é usar o álcool como matéria-prima para a produção de solventes químicos. O presidente da Rhodia para a América Latina, Marcos De Marchi, disse ao Valor que a companhia ainda não definiu como será o formato do negócio. A Rhodia é a maior compradora de álcool para fins industriais do Brasil, com 140 milhões de litros por ano.

A empresa tem interesse nos ativos da Equipav, com duas plantas em São Paulo, e analisa outras dez usinas. Também chegou a examinar projetos da Brenco - que optou por unir suas operações com a ETH Bioenergia, do grupo de Odebrecht - e da Berloto.

Postar um comentário